todos os direitos de desenvolvimento do blog reservados a Entertainment Music Group. Tecnologia do Blogger.

>> sábado, 21 de abril de 2012

Read more...

Proteínas são indispensáveis para se ter músculos fortes

Publicado por Trika Lopes

As proteínas são os tijolos do seu copo. Sem elas você não seria capaz de repor ou reparar as células do corpo. Carne é uma das principais fontes de proteína. As proteínas fornecem os materiais essenciais para o crescimento e reparo do corpo.

Por que você precisa de proteínas?

A proteína tem muitas funções importantes no seu corpo. Ela é o principal componente dos tecidos estruturais como a pele e o colágeno, encontrados em tecidos conjuntivos como tendões e ligamentos. O sangue necessita das proteínas para os glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e numerosos compostos do plasma. A imunidade do seu corpo também depende das proteínas, que são necessárias para a formação dos anticorpos e dos glóbulos brancos que combatem as doenças. As enzimas e os hormônios (por exemplo, a insulina) também são proteínas.

Se sua dieta não fornece energia suficiente, o seu corpo irá eventualmente utilizar proteínas funcionais do corpo (proteínas que são incorporadas à estrutura essencial do seu corpo). O corpo pode se adaptar à falta de proteínas em um curto período de tempo. Contudo, condições como ferimentos, infecções, câncer, diabetes não-controlada e falta de alimento podem causar perda substancial de proteínas. Nestes casos, o corpo começa a perder músculo para gerar energia suficiente. Se a situação não for controlada, pode haver risco de vida.

Onde encontramos as proteínas?

As proteínas podem ser encontradas em produtos animais como carne, peixe, ovos, leite e seus derivados e em alimentos vegetais como cereais, grãos e sementes. Todas as fontes de proteínas contêm alguns dos aminoácidos essenciais, mas em quantidades variadas. Alguns alimentos como por exemplo o leite e os ovos, contém quase que a mistura ideal de aminoácidos, geralmente com um aminoácido essencial a menos ou em quantidades inadequadas. É importante consumir a mistura ideal de fontes de proteínas para garantir que você tenha um suprimento adequado de todos os aminoácidos essenciais.

Fontes de proteínas:

ÁCIDO FÓLICO

Fontes: Carne, fígado, leguminosas, vegetais de folhas escuras, bananas, melão.
Função: Atua na formação dos glóbulos vermelhos
Carência: Anemia, alteração na medula óssea, distúrbios intestinais, lesões nas mucosas.

TIAMINA

Fontes: Cereais, grãos integrais, carnes, aves, gema de ovo, nozes, farelo de trigo e levedura de cerveja.
Função: Auxilia no metabolismo de carboidratos, regula o funcionamento do coração e do sistema nervoso. Beneficia a musculatura
Carência: Ansiedade, nervosismo, enjôo, depressão, e perda de apetite, também pode causar beribéri.
Benefícios: Melhora a eficiência dos neuro-transmissores cerebrais

COLABAMINA

Fontes: Fígado, rins, carne magra, peixe, leite, ovos, moluscos.
Função: Atua no desenvolvimento normal das células vermelhas, da medula óssea dos intestinos e sistema nervoso.
Carência: Sua deficiência é rara, mas em idosos e vegetarianos pode levar a anemia perniciosa, uma doença que causa a degeneração da medula óssea.
Benefícios: Melhora a eficiência dos neuro-transmissores cerebrais. Estimula a absorção de proteínas e ferro.
Sinais de carência: pele áspera e seca, cegueira noturna, dificuldade de visão com luz forte.


(Pesquisa tirada do Site Treino Total e Universidade Federal de Lavras.)

Read more...

Exercicios para os Gluteos

Read more...

Revista SuplementAção & Loana Muttoni - Pernas

Read more...

Emagreça pulando corda

>> quinta-feira, 5 de abril de 2012

Atividade queima até 800 kcal em uma hora de treino!
É só descer a barra de rolagem até o final da pagina para ver o vídeo.

(Vídeo tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Inclua mais chocolate na dieta sem engordar

>> quarta-feira, 4 de abril de 2012

Alguns alimentos levam o doce em sua composição, além de fazerem bem à saúde.
Publicado por Ana Paula de Araujo



Em dias normais já fica difícil resistir à tentação do chocolate, imagine em época de Páscoa, quando somos rodeados pela guloseima. O problema é que a gostosura vem cheia de calorias e gorduras que afetam a dieta. Segundo a nutricionista Amanda Epifânio, do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen), 100 gramas de chocolate podem chegar a incríveis 580 calorias. Mas é possível não virar refém do doce. Amanda indica que, quando o desejo bater, o melhor é comprar a quantidade exata a ser consumida. "Não há força de vontade que resista ao estoque dessa maravilha", alerta a especialista. Mas há maneiras de incluir essa delícia na dieta sem sentir o peso da culpa na balança. Neste Dia do Chocolate e do Cacau (26 de março), confira as nossas dicas:

Aqui, o segredo é a moderação. 30g diárias de chocolate são suficientes para saciar sua vontade e ainda aproveitar seus benefícios. A nutricionista Daniela Cyrulin frisa que a melhor opção é o chocolate meio-amargo. Ele deve ter, pelo menos, 70% de cacau em sua composição. Quanto mais cacau, mais antioxidantes e menos gorduras.

Para não cair na tentação de devorar um ovo de chocolate de uma vez só, uma boa dica é dividir o ovo em pequenas porções de 30g. "Assim, fica mais fácil consumir uma por dia, e, claro, não sucumbir ao desejo de comer todas de uma vez", explica Daniela Cyrulin.

Outro cuidado fica por conta dos ovos diet. Muitas vezes, eles são mais calóricos que os ovos convencionais. Daniela explica que, por ser feito para diabéticos, eles não tem açúcar, e sim adoçantes. No entanto, para manter a consistência e sabor, os fabricantes compensam com gorduras. Portanto, quem tem colesterol alto deve ficar longe deles.

Granola com pedaços de chocolate: duas colheres de sopa de granola com pedacinhos de chocolate, misturado a frutas, saciarão a vontade de chocolate. ?A bananinha light coberta com chocolate também é uma ótima opção?, explica Daniela Cyrulin. Uma por dia já é suficiente.

Salada de frutas com chocolate granulado: a grande vantagem de comer chocolate granulado com salada de frutas está em, além de ingerir pequena quantidade de chocolate, há a inserção dos nutrientes da fruta: vitaminas, fibras, minerais, antioxidantes. Daniela recomenda, porém, apenas uma colher de sopa de granulado por dia.

Barrinha de cereais: assim como a salada de frutas, a barrinha traz nutrientes e muitas fibras. Na hora da compra, fique atento ao rótulo. Segundo Daniela, geralmente, os itens em maior quantidade estão no topo da lista de ingredientes utilizados. "É importante escolher uma barrinha em que açúcar ou xarope de glicose não estejam listados entre os três primeiros ingredientes", alerta.

Cookies integrais de cacau: além de possuírem sabor extremamente parecido com o do chocolate, os cookies integrais de cacau são ricos em fibras, que, além de contribuírem para o bom funcionamento do intestino, ainda mantêm as taxas de açúcar no sangue estáveis e diminuem o mau colesterol. "As fibras varrem esse colesterol para as fezes", justifica Daniela

Frozen Yogurt com calda de chocolate light: essa sobremesa é muito saborosa e, se acompanhada de uma calda light de chocolate, pode muito bem suprir a necessidade diária de chocolate. Daniela explica que o frozen yogurt é rico em probióticos, ajudando no regulamento do intestino, e em cálcio, que fortalece o esqueleto.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Aviso

Read more...

Informativo

>> segunda-feira, 2 de abril de 2012

Salve o blog oficial da academia Lucinéa em Favoritos


Read more...

Informativo



Brincadeiras e interação social trazem benefícios a quem tem essa disfunção

Read more...

Dormir muito ou pouco pode fazer mal para o coração?

Riscos de derrame, infarto e insuficiência cardíaca são maiores

Estudos anteriores mostram que dormir muito ou pouco pode envelhecer o cérebro em até sete anos, devido ao aumento da velocidade do declínio cognitivo. Agora, uma pesquisa conduzida pelo presidente de cardiologia da Chicago Medical School, nos Estados Unidos, descobriu que o hábito também é prejudicial ao coração.

A conclusão surgiu a partir da avaliação de mais de três mil pessoas com idade superior a 45 anos. Todas haviam participado da U.S. National Health and Nutrition Examination Survey. Os resultados, apresentados na reunião anual do American College of Cardiology, mostraram que adultos que dormem menos de seis horas têm um risco duas vezes maior de sofrer um derrame ou ter um infarto e 1.6 maior de ter insuficiência cardíaca congestiva.

Por outro lado, aqueles que dormem mais de oito horas por noite apresentam uma probabilidade duas vezes maior de ter dores no peito. As chances de doença arterial coronariana também são superiores nesse grupo.
Os riscos permaneceram significativos mesmo depois que os pesquisadores levaram em conta outros fatores que poderiam favorecer problemas do coração, como a idade, níveis de colesterol, tabagismo, entre outros. Para entender a relação entre o sono e problemas cardíacos, entretanto, são necessários mais estudos.

Quatro benefícios que o sono traz para a sua saúde

Nada melhor do que chegar em casa depois de um longo dia, dormir profundamente e acordar renovado no dia seguinte. Mas o sono não assume apenas esse papel revigorante - ele tem diversas outras funções essenciais para o nosso organismo. Dormir menos que o recomendado (seis a oito horas em média) ou acordar diversas vezes durante a noite em decorrência de distúrbios como apneia e insônia pode causar mais malefícios ao organismo do que imaginamos.
A neurologista Rosa Hasan, responsável pelo Laboratório do Sono do Hospital São Luiz, explica que o sono de qualidade ruim desorganiza o metabolismo e prejudica a síntese de alguns hormônios, favorecendo diversas doenças como a obesidade. Por isso, listamos todos os benefícios que uma noite bem dormida pode fazer pela sua saúde. Confira:

1. Previne a obesidade

Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, um hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade - portanto, pessoas que tem dificuldades para dormir produzem menores quantidades desta substância. "A consequência disso é ingestão exagerada de calorias durante o dia, pois o corpo não se sente satisfeito", explica a neurologista Rosa Hasan. Além disso, o grupo dos insones produzem uma maior quantidade de um outro hormônio, a grelina, uma substância que está relacionada a fome e a redução do gasto de energia.
 
 
2. Combate a hipertensão

Um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, comprovou que um sono profundo e ininterrupto está relacionado a bons níveis de pressão arterial. A neurologista Rosa Hasan explica que a dificuldade em descansar durante a noite é equivalente a um estado de estresse, aumentando a atividade da adrenalina no corpo. "Uma noite mal dormida deixa o organismo em estado de alerta, aumentando a pressão sanguínea durante a noite", explica a especialista. Ela afirma que com o tempo essa alteração na pressão sanguínea se torna permanente, gerando a hipertensão.

3. Previne depressão

As chances de a depressão comprometer a qualidade de vida de uma pessoa pode ser menor se ela dormir entre seis e nove horas por dia. É o que indica um estudo feito no Cleveland Clinic Sleep Disorders Center, em Ohio, nos Estados Unidos, que analisou mais de dez mil pessoas.
Os resultados mostraram que pessoas com o sono considerado "normal" - de seis a oito horas por noite - tiveram índices mais altos de qualidade de vida e níveis mais baixos de depressão quando comparados aos que dormiam pouco ou muito. Também foi observado aqueles que dormem menos que seis e mais de nove horas por dia sofrem uma piora na qualidade de vida e índices de depressão
mais altos.
 
 
4. Favorece o desempenho físico

Quando dormimos profundamente e sem interrupções, nosso corpo começa a produzir o hormônio GH, responsável pelo nosso crescimento. Essa substância só começa a ser produzida aproximadamente meia hora após uma pessoa dormir - por conta disso, pessoas que tem o sono fragmentado sofrem dificuldades de sintetizar esse hormônio. "O hormônio do crescimento tem como funções ajudar a manter o tônus muscular, evitar o acúmulo de gordura, melhorar o desempenho físico e combater a osteoporose", explica a endocrinologista Alessandra Rasovski, da Sociedade Brasileira e Endocrinologia e Metabologia

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Aviso

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Direitos de Imagens

As imagens ou fotos que estão no blog são fornecidas por Academia Lucinéa arte e dança.
Todos os direitos de imagem de alunos são reservados por Lucinéa Cândido.


Academia Lucinéa - Centro de Atividades Física Av. Tiradentes nº2.159 Bairro Alto Matão-SP Fone: (16) 3382-1867 E-mail: lucinea.arteedanca@hotmail.com

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP