todos os direitos de desenvolvimento do blog reservados a Entertainment Music Group. Tecnologia do Blogger.

>> terça-feira, 29 de janeiro de 2013


Read more...

Aprenda a lidar com o suor durante o exercício físico

Molhar o corpo e vestir roupas justas aumenta a transpiração

Musculação, ginástica localizada, corrida ou futebol. Seja qual for o exercício físico, ele sempre marca presença: o suor. Mas ao contrário do que muitos pensam, a transpiração é aliada da atividade física. "Composto por águas e sais minerais, o suor ajuda a manter estável a temperatura do corpo, impedindo a chamada intermação, conjunto de sintomas que ocorre quando o corpo atinge a temperatura de 40 graus Celsius", explica o educador físico Nikolas Chaves, de Belo Horizonte. "Esse quadro, mais grave, é o último de uma série de sintomas que incluem cãibras, exaustão e desidratação". Para evitar esse desfecho, tenha consciência ao treinar. Conversamos com os especialistas, que nos contaram quais são os cuidados para diminuir os efeitos negativos de treinar no calor. Eles são bem simples! Aproveite!

Nada de enxugar

Não basta suar, é preciso evaporar. Isso mesmo, a transformação da água em vapor é muito importante para que ocorra o resfriamento do corpo. "A produção de suor por si só não diminui a temperatura do corpo", explica Nikolas Chaves. Enxugar a pele antes que o suor vire vapor, impede que esse processo chegue ao seu fim e dificulta a regulação da temperatura. Mas vale a ressalva: se o corpo estiver muito molhado, a evaporação também ficará prejudicada. Não exceda os limites.

Não molhe o corpo

Jogar água no corpo parece uma ideia tentadora para reverter o calor? Pois saiba que quando o corpo está molhado, a evaporação fica muito mais difícil. "É criada uma película entre a superfície da pele e a atmosfera, o que impede que as gotículas de água se transformem em vapor", explica o fisiologista do exercício Raul Santo, da Universidade federal de São Paulo (Unifesp). "Em consequência, o corpo continua retendo calor".

Muita água

Já que suar é mais que necessário para manter a temperatura corporal adequada durante o exercício físico, o jeito é beber água para evitar a desidratação. O educador físico Nikolas Chaves recomenda a ingestão de 200 ml de água a cada 15 minutos de atividade. Antes da prática, vale obedecer a sede, um instinto básico que nos indica se estamos desidratados ou não. Cuidado também como excesso: beber água demais não ajuda, pelo contrário, pode causar desconforto gástrico durante a atividade física.

Evite treinar no calor intenso

Nikolas Chaves explica que quando a umidade relativa do ar alta, isto é, acima de 60% - de acordo com o índice de estresse térmico - a diferença de pressão entre as gotículas de água suspensas no ar e as gotículas da pele diminui. Em consequência, a evaporação do suor fica muito mais difícil. A dificuldade também aumenta quando o dia está muito quente: temperaturas maiores que 30 graus Celsius, transferem muito calor ao corpo, que precisa de uma sudorese mais intensa para normalizar o quadro. A combinação desses fatores pode ser muito perigosa, favorecendo a desidratação e mal-estar. Evite o treino nesses dias.

Hidrate-se com água de coco

O suor não é composto apenas por água, dentro das gotículas também estão vários sais minerais, como o sódio, por exemplo. Por isso, apesar de ser um ótimo recurso, não fique apenas na água. Cerca de 100 ml de água de coco possuem 250 mg de potássio e 105 mg de sódio, além de vitamina C, magnésio, açúcares e cálcio. Isso faz da água de coco uma ótima opção para repor os fluidos perdidos durante a atividade física. No entanto, nenhuma bebida substitui a água, a ingestão deve ser conjunta para que corpo fique saudável.

Isotônicos com moderação

Já as bebidas isotônicas foram desenvolvidas especialmente para repor líquidos e sais minerais perdidos com a transpiração durante um exercício com carga intensa. No entanto, a bebida têm calorias e não deve substituir a água. Segundo o fisiologista Raul Santo, o consumo inadequado de bebidas isotônicas é um erro grave, que pode levar ao agravamento de algumas doenças crônicas, como hipertensão e diabetes. "Essas bebidas, como o nome já diz, são para quem pratica atividades físicas e precisam de uma reposição de sais e de energia imediata", aponta o especialista.

Use roupas largas e claras

Ao usar roupas largas você está permitindo um fenômeno chamado convecção. "A convecção permite que o ar circule ao redor da superfície corporal, diminuindo a temperatura da pele", explica o educador físico Nikolas. Ao vestir roupas justas, esse processo de perda de calor é dificultado, aumentando a sudorese. Roupas claras, por sua vez, retêm menos calor que as roupas escuras, o que impede o aquecimento corporal excessivo. Também vale apostar em roupas feitas com tecido tecnológico, que não absorvem o suor, mas facilitam a sua evaporação.

Diminua intensidade e duração

Nos dias de forte calor, vale a pena diminuir a intensidade e duração dos exercícios. "Esse cuidado ajuda a evitar as cãibras, a exaustão e a intermação, já que, como a atividade será mais leve, a elevação da temperatura corporal será menor", explica o educador físico Nikolas Chaves. Opte por uma atividade mais tranquila, como uma caminhada, yoga ou uma aula de hidroginástica.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Incentive o seu filho a fazer academia

>> quinta-feira, 24 de janeiro de 2013


A academia é uma ótima atividade para fortalecer os músculos e aumentar a resistência do sistema respiratório e cardiovascular, ajudando a prevenir asma e outras alergias respiratórias. Se aulas em grupos ou a musculação não for o hábito predileto do seu filho, incentive outra atividade física que ele goste - todo exercício traz benefícios ao aparelho cardiorrespiratório da criança.

Read more...

Sete maneiras de incluir a quinua no cardápio

Na sopa, no suco ou em receitas, grão enche o prato de nutrientes

Ela é figurinha carimbada no cardápio de quem é vegetariano, mas todo mundo pode tirar proveito dessa excelente fonte de proteína vegetal, a quinua. Ela também é rica em fibras, cálcio e ferro, sendo uma ótima pedida para enriquecer a dieta. Algumas pessoas podem ainda ter dúvidas de como incluir esse grão no prato, temendo perder nutrientes ou exceder as calorias. De acordo com o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia, não há uma recomendação certa para o consumo diário de quinua, mas que duas colheres de sopa são o suficiente para trazer benefícios sem exceder nas calorias. Por isso, no Ano Internacional da Quinua, confira como consumir esse alimento sem prejuízos:

Saladas

A quinua pode ser usada para temperar a salada de duas maneiras: como a semente propriamente dita ou então na forma de farinha. "Em ambos os casos a quinua tem todos os seus nutrientes conservados e o consumo diário não deve ser feito em quantidades elevadas, pois é um grão calórico (330 calorias em 100g)", diz o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia

Com frutas ou leite

De acordo com o nutricionista Israel Adolfo, de São Paulo, os grãos inteiros da quinua podem ser consumidos como um cereal matinal, acompanhando leite ou frutas, por exemplo. "Essa é uma maneira de acrescentar mais proteínas, fibras e ferro ao seu café da manhã, nutrientes tão essenciais para o bom funcionamento do organismo", diz.

Enriquecendo sopas

O nutricionista Israel afirma que você pode usar tanto os flocos de quinua como os seus grãos para dar um sabor especial às sopas. "Faça a receita normalmente e, quando o prato estiver pronto, acrescente a quinua por cima", descreve o nutrólogo. Você também pode bater a quinua junto dos ingredientes da sopa, formando um creme uniforme.

Substitui a farinha de trigo

Feita por meio da trituração da semente, a farinha de quinua contem todos os nutrientes que o grão inteiro oferece. "Ela pode ser usada no preparo de diversas receitas, como massa de bolos, tortas, pães e biscoitos", diz o nutrólogo Roberto. "Ao trocar a farinha de trigo pela de quinua, você está acrescentando ao prato diversos nutrientes que não aparecem (ou aparecem muito pouco) na farinha de trigo, como proteínas, cálcio, ferro e ômega 3."

Acompanhando o iogurte

"Ao colocar quinua no iogurte, você também está acrescentando fibras ao prato e enriquecendo ainda mais a bebida com cálcio e proteínas", afirma a nutricionista Bruna Pinheiro, do programa de emagrecimento online Dieta e Saúde. Uma sugestão é comer a porção no lanche entre as refeições, pois um pote de iogurte desnatado (160ml) mais uma colher de sopa de quinua contém 141 calorias.

Enriquecendo sucos e vitaminas

A quinua acrescenta boas doses de cálcio, proteínas, ferro e zinco aos sucos e vitaminas, fora todos os nutrientes que as frutas já oferecem. "Além disso, a quinua dá uma dose extra de fibras para as frutas, que batidas perdem muito desse nutriente, ajudando na saciedade e dando uma força na dieta", diz a nutricionista Bruna.

Após a atividade física

"Consumir uma salada de frutas acompanhada da quinua pode ser uma ótima opção de lanche após os exercícios, uma vez que as frutas são fontes de carboidratos e a quinua possui todos os aminoácidos essenciais para o nosso corpo formar proteínas", explica o nutrólogo Roberto. Para quem pratica atividade física, é indispensável o consumo dessa combinação após o treino, já que os carboidratos vão repor a energia perdida e as proteínas vão ajudar na recuperação dos músculos.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

>> sábado, 12 de janeiro de 2013


Read more...

Siga sete cuidados com o corpo nos dias de calor intenso

Saiba como evitar desidratação, suor excessivo e problemas para dormir.

Apesar de o clima quente ser mais comum no verão, nada impede o sol de aparecer com toda a força em pleno inverno - e é preciso estar preparado até mesmo nessas situações adversas. Dias de calor intenso podem causar danos à saúde se não forem tomados os cuidados adequados. "O organismo perde líquidos naturalmente ao longo do dia e esse quadro se agrava nos dias quentes, podendo causar alterações metabólicas", explica a nutricionista Flávia Ferazzo, de Goiânia. A seguir, confira como passar qualquer dia de calorão sem ficar no sufoco!

Hidratação em primeiro lugar

Nos dias quentes, o corpo precisa liberar calor por meio do suor para manter a temperatura corporal - eliminando água e sais minerais. De acordo com a nutricionista Flávia Ferazzo, sem a quantidade de água e sais minerais necessários, a pessoa fica com o metabolismo comprometido, podendo ter mais chances de sofrer lesões musculares, tonturas, cãibras, diminuição do desempenho físico, menor disposição e dificuldades de concentração.

"A sede é um sintoma tardio de falta de água - significa que o nosso corpo já está sofrendo uma pequena desidratação", explica a nutricionista. Por isso, é recomendado beber água aos poucos durante o dia, antes que a sede apareça. Uma dica para saber se seu corpo precisa de líquido é a urina - se for ao banheiro e perceber que ela está com cor escura e odores fortes, você está ingerindo pouca água. A urina deve estar bem clara, quase transparente!

Alimente-se bem

Algumas frutas e vegetais apresentam grandes quantidades de água em sua composição. A melancia, por exemplo, tem mais de 90% do seu peso em água, assim como as folhas verdes. "Outra fonte importante é o leite, que possui mais de 80% de água em sua composição", declara Flávia Ferazzo. Além de serem ricas em líquidos, as frutas e verduras são fonte de potássio, mineral que precisa ser resposto quando há uma produção de suor muito intensa. "Portanto, invista também nos sucos de frutas para repor a água e os sais minerais perdidos em dias quentes", recomenda a nutricionista.

O consumo de gorduras deve ser evitado em dias muito quentes, pois elas não são bem metabolizadas, por conta da perda de líquidos do organismo. O resultado de um almoço cheio de frituras, por exemplo, pode ser uma sensação de mal-estar e desconforto algum tempo depois.

Exercícios físicos

Durante a atividade física, a pessoa se desidrata e perde muito sódio e potássio. É preciso ingerir líquidos: "Apesar de não fornecer todos os nutrientes que os isotônicos possuem, a água já pode ser suficiente para controlar a temperatura corporal, retardar fadiga, prevenir câimbras e evitar o aumento da frequência cardíaca", conta.

Nos dias quentes, a perda de fluídos no suor é ainda maior e pode variar conforme a intensidade do exercício. Quanto mais intensa e longa for a atividade física, maior deverá ser a quantidade de água ou bebida isotônica ingerida. Confira a dica da nutricionista Flávia Ferazzo para manter a hidratação antes, durante a após a atividade física nos dias quentes:

- Antes do exercício: tome de 400 a 600ml de água no mínimo duas horas antes de iniciar o exercício;

- Durante o exercício: caso o exercício tenha mais de uma hora de duração, tomar de 150ml a 350ml a cada 20 ou 30 minutos;

- Após o exercício: beba o suficiente para matar a sua sede.

Use roupas leves

A dermatologista Sara Bragança, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, explica que o ideal é usar tecidos de algodão e malha - que absorvem o suor - e evitar tecidos sintéticos, que atrapalham a evaporação da transpiração. "Também é importante evitar roupas de cores escuras, que absorvem mais o calor por não refletir a luz solar", conta. Para evitar alergias e outros problemas de pele, procure lavar as roupas sempre que usá-las, sem repeti-las, e não usar peças de outras pessoas.

Para dormir fresquinho

Um dos maiores incômodos dos dias quentes é a hora de dormir, principalmente para pessoas que não têm um ventilador no quarto. A dermatologista Sara Bragança aconselha tomar um banho frio antes de deitar e evitar alimentos como chás e leite quente. "O ideal é usar roupas de dormir frescas, manter o quarto arejado com as janelas abertas e não usar qualquer tipo de cobertor", diz.

Transpirando demais?

Para manter o efeito do desodorante o dia inteiro, a dermatologista Sara Bragança recomenda aplicar um antitranspirante logo após o banho, pois ele obstrui os ductos das glândulas sudoríparas, reduzindo a produção de suor. Manter axilas e virilha também depiladas ajuda a evaporar o suor e diminuir a proliferação de bactérias, responsáveis pelo mau cheiro. Caso você sofra com suor nos pés, é possível usar talco ou mesmo o antitranspirante usado nas axilas, que funcionará reduzindo a transpiração dessa área também.

Fuja do sol!

A temperatura corporal interna de uma pessoa deve ser de 37º C, independente do horário do dia. Para que o corpo não perca muito líquidos no esforço de se manter essa temperatura ideal, evite ficar exposto ao sol, principalmente, das 10 às 16 horas.

A exposição excessiva ao sol pode causar hipertermia, que é quando o corpo não consegue mais estabilizar o calor interno. "Nesse estágio, o organismo direciona toda sua energia para tentar dissipar o calor e, assim, algumas células param de funcionar, podendo causar desmaios graves", diz o fisiologista do esporte Daniel Portella, da Secretaria de Esportes de São Caetano do Sul


(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...


Read more...

Transforme a vitamina de frutas na aliada perfeita para o verão

>> quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Mistura refrescante é nutritiva e hidrata nos dias de calor.

Com a temperatura dos termômetros chegando às alturas, a melhor maneira de se refrescar é buscar aliados no combate ao calor. Prática de fazer, nutritiva e bastante saborosa, a vitamina de fruta, à base de leite, ganha força no cardápio da dieta, além de ser uma ótima combinação para hidratar.

"No verão, suamos mais, sendo necessário repor água, vitaminas e minerais", explica a nutricionista da Consultoria RG Nutri, Cibele Crispim. "O leite já possui grande quantidade de água e, aliado à fruta, este volume fica ainda maior." A seguir, a nutricionista oferece cinco ótimos motivos para apostar na bebida turbinada, sem cair na mesmice de sempre provar o mesmo sabor.

O leite precisa estar no cardápio

Com o calor, bebidas quentes, que normalmente levam o leite, como o achocolatado e o cappuccino, são deixadas de lado para darem lugar a líquidos mais refrescantes. Porém, como salienta a nutricionista, é necessário buscar formas de repor o consumo do leite, que acaba caindo durante o verão. "O leite possui o cálcio, que beneficia os ossos, e estudos recentes mostram que previne a obesidade e doenças do coração", explica.

Versatilidade e inúmeras combinações

Maçã, morango, abacaxi, manga ou maracujá, as vitaminas variam de acordo com o gosto de freguês. E, de acordo com a nutricionista, o ideal é colocar três frutas de cores diferentes na vitamina para ampliar a variedade de nutrientes. "Uma vitamina de morango, banana e maçã possui licopeno e potássio", explica.

Não precisa se concentrar somente nas frutas

Vá além delas. A nutricionista explica que é possível combinar a bebida com gengibre, castanha do Pará e até com verduras. A nutricionista sugere as seguintes combinações: leite, manga e gengibre ou leite, morango e castanha do Pará.

A nutricionista lembra que não existem muitas frutas verdes, que são ricas em flavonoides (Vitamina K e Vitamina E). Para equilibrar as vitaminas, use salsinha, rúcula e mostarda nas combinações. "Porém, vale lembrar que a quantidade deve ser pequena, apenas uma folha", recomenda a nutricionista.

Perfeita para quem tem pressa

As vitaminas também são aliadas deste momento. A nutricionista afirma que é perfeita para quem tem uma rotina corrida. "É a chance de colocar vários nutrientes em uma mesma preparação", afirma Cibele.

Combinações de verão

Com o suor aparecendo a cada segundo, a perda de água e sódio aumenta. Como lembra a nutricionista, o leite é um dos alimentos que diminui esta perda. Além disso, vale apostar em determinadas frutas, mais refrescantes, para combinar com a vitamina. "Frutas cítricas, como abacaxi, laranja e tangerina, são fortes aliadas do verão", completa.

Receita 1

Vitamina de banana e maçã
Calorias:118,2

Ingredientes- 1,5 copo (requeijão) de leite desnatado- 1 unidade de banana prata picada- 1 maçã picada- Canela em pó a gosto- 1 colher (sobremesa) de me l.

Modo de Preparo -Bata o leite desnatado, a banana, a maçã e o mel no liquidificador. Coloque em um copo e polvilhe canela em pó.

Receita 2

Vitamina de ameixa e coco
Calorias: 240

Ingredientes- 1,5 copo (requeijão) de leite desnatado- 1 pote de iogurte de coco- 2 ameixas secas sem caroço- 2 colheres (sopa) de aveia em flocos- Adoçante a gosto

Modo de Preparo -Bata todos os ingredientes no liquidificador até a mistura ficar homogênea. Sirva em seguida.

Receita 3

 Vitamina de mamão e maçã
Calorias: 257

Ingredientes- 1 xícara (chá) de leite de soja- 1 fatia fina de mamão papaya- 1/4 da unidade de maçã- 1 banana maçã- 1 colher (sobremesa) de aveia em flocos- 2 unidades de castanha de caju- 1 unidade de castanha de caju picada-Adoçante a gosto

Modo de Preparo Bata no liquidificador o leite de soja, o mamão, a maçã, a banana maçã, a aveia e as 2 unidades de castanha de caju. Coloque em um copo grande e polvilhe a castanha picada.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Esteira ou elíptico? Compare os dois aparelhos

>> segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Eles se diferem no impacto do exercício, mas o trabalho do músculo é parecido.

Aos que preferem a praticidade de fazer exercício físico sem sair de casa, ter um aparelho próprio é uma ótima opção. Mas qual será o melhor investimento: uma esteira ou um elíptico? "Independente do aparelho, a pessoa deve gostar e se sentir confortável durante o exercício, desfrutando de todos os benefícios", conta Andressa Peters, personal trainer da Academia FIT, em Curitiba. Segundo ela, tanto a esteira quanto o elíptico são excelentes para treinar o condicionamento físico, mas há algumas diferenças. Para ajudar nessa escolha, compare os principais prós e contras de cada aparelho.

Necessidade de condicionamento físico

1. Na esteira, é possível fazer tanto caminhada quanto corrida. Se o exercício escolhido for a caminhada, não será preciso um grande condicionamento físico, já que ela é indicada para iniciantes. "Tudo depende da intensidade do exercício, frequência cardíaca, ritmo e tempo de duração da atividade", afirma a personal trainer Andressa Peters.

2. Assim como na esteira, o condicionamento físico exigido pelo elíptico também depende da intensidade do exercício. "Um iniciante consegue fazer uma caminhada na esteira e também consegue realizar um exercício ininterrupto no elíptico", conta o personal trainer Jairo Diógenes, coordenador técnico da Academia Fitness Together, em São Paulo.

Impacto nas articulações

1. Mais uma vez, o impacto da esteira depende do exercício escolhido. No entanto, segundo a personal trainer Andressa, esse aparelho oferece mais impacto do que o elíptico.

2. "O elíptico é considerado de baixo impacto, já que não há necessidade de tirar o pé do aparelho, oferecendo uma quantidade mínima de tensão nas articulações", diz Andressa.

Trabalho muscular

1. A esteira trabalha bem os músculos inferiores - panturrilha, coxa, posterior da coxa e glúteos - e segundo o personal trainer Jairo Diógenes, também são trabalhados o abdômen, o chamado músculo eretor da espinha, o sacroiliolombar, e os braços, mesmo que de maneira secundária.

2. Segundo Diógenes, o elíptico também trabalha estes músculos, mas o forte está mesmo nos grupos inferiores, já que o aparelho solicita maior esforço dessa região do que a esteira.

Gasto calórico

1. O gasto calórico depende de uma série de fatores, como peso da pessoa, condicionamento, metabolismo, idade, clima, intensidade do exercício e duração. Mas a média do gasto calórico da esteira está entre 300 a 500 kcal por hora de exercício.

2. Considerando os mesmos fatores, no elíptico, o gasto calórico varia de 400 a 500 kcal, aproximadamente.

Variação de treino

1. O treino da esteira pode ser bem variado. "A esteira tem opções de treinamento diferenciadas, como programas, inclinações para simular subidas, declinações para simular descidas, ajustes de velocidade e também é possível aumentar a intensidade do treinamento e o gasto calórico", cita a personal trainer Andressa.

2. O elíptico não oferece tantas variações, conta Andressa, mas ainda assim é possível sair da monotonia, ajustando carga, intensidade e programas de treinamento.

Indicação para quem está acima do peso

1. Quem está acima do peso pode usar a esteira desde que o treino escolhido seja a caminhada. Diógenes explica que o impacto, embora pequeno, ainda existe. "A esteira pode ser utilizada por pessoas com sobrepeso desde que seja com velocidade baixa, sem inclinação e que a pessoa faça um fortalecimento muscular na região do joelho para não ocasionar lesões nas articulações", indica Andressa.

2. Podemos dizer que o elíptico é mais seguro para quem está acima do peso. "O movimento do pedal do elíptico simula uma caminhada totalmente sem impacto", diz o personal Jairo Diógenes.

Risco de lesão

1. "A prática de exercícios na esteira envolve um risco maior de distender o joelho, por causa da própria execução do movimento", diz Jairo Diógenes.

2. "O elíptico, por ser de menor impacto, oferece menos risco de lesões, tanto no joelho quanto no tornozelo", afirma Andressa.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber

Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

A mudança dos hábitos alimentares é um dos fatores principais para ter sucesso na dieta. Exige que você consuma mais frutas e legumes, priorize alimentos mais nutritivos e faça escolhas mais saudáveis, reduzindo o consumo de açúcares e gorduras. Os resultados são compensadores. Bastam pequenos ajustes para sentir a diferença no corpo, para as roupas ficarem mais largas e você sentir mais disposição. O esforço costuma surtir efeito na maioria dos casos, mas quando o ponteiro da balança emperra, as pessoas se indagam sobre o que estão fazendo de errado. Você já pensou que a resposta para a estagnação pode estar na listinha de compras do regime?

1. Granola
Este mix de cereais, frutas secas e castanhas leva fibras e vitaminas que dão saciedade e energia, mas também contém açúcar. Invista na versão diet/light da mistura. De acordo com a nutricionista Rosana Farah, 100 g de granola tem 421 calorias. Seguindo a tabela da dieta dos pontos, meia xícara (chá) apresenta quatro pontos. "O recomendado por dia é 25 gramas", diz a especialista. Prefira comer a granola no café da manhã para ganhar mais disposição e ainda ter um dia inteiro para gastar as calorias consumidas

2. Água de sabor
Beber água para hidratar o corpo é essencial para a nossa sobrevivência e para a dieta. A água nutre as células, desintoxica o organismo, faz os rins e intestino trabalhar melhor. O ideal é beber até 2 litros de líquidos por dia. É pensando nisso que muita gente acaba abusando das águas de sabor. De limão, morango e até mesmo de maçã-verde e lichia, elas contém aditivos, adoçantes e, às vezes, até açúcar. Não deve ser consumida em grande quantidade, no máximo, dois copos por dia.

3. Saladas perigosas
A saladinha costuma ser uma opção leve e refrescante para os dias de verão, mas segundo a nutricionista Rosana Farah, aquelas temperadas com molhos prontos, azeite, queijos, azeitonas e croutons devem ser evitadas porque costumam carregar muitas calorias e gordurosas saturadas. Uma opção mais saudável é um prato de salada de folhas verdes, tomate, pepino e palmito, temperada com molho de iogurte desnatado e acompanhada de uma proteína mais leve, como o peito de frango ou peixe grelhado.

4. Açaí
A fruta da região amazônica faz sucesso, sobretudo entre praticantes de esportes que adoram se refrescar depois dos exercícios. Apesar de ser rico em nutrientes (principalmente: cálcio, ferro, vitamina B1), o principal problema do açaí é a quantidade de calorias do alimento, são 248 calorias em 100 gramas. Um copo de açaí tem 2 pontos e a tigela de açaí (com banana, granola e mel- 1 colher de sopa) tem 4 pontos. Os complementos na hora de consumi-lo também costumam tornar ainda mais calórica a fruta, dentre eles: granola, banana picada e leite condensado. "O ideal é consumir o açaí puro e, se for substituir o lanche da manhã ou da tarde por ele, coma uma tacinha pequena de 50 gramas", explica a nutricionista Rosana Farah.

5. Comida japonesa
Um dos alimentos que as pessoas mais gostam da culinária japonesa é o sushi. Apesar de ser feito com alga, vegetais e frutos do mar, o alimento tem a base de arroz e, às vezes, recheios calóricos como o cream cheese. Sem contar as versões fritas. O sushi têm entre 20 e 45 calorias cada um, mas o problema é que come-se muitos de uma vez só. Uma unidade tanto de atum quanto de salmão apresenta 1 ponto. A recomendação da nutricionista é "No seu almoço ou jantar, limite o consumo até quatro unidades, assim você pode desfrutar do restante do cardápio oferecido no restaurante japonês", aponta Rosana.

6. Refrigerante light ou zero
Os refrigerantes desse tipo não possuem calorias, mas um outro elemento do refrigerante causa preocupação nos especialistas: o adoçante. A nutricionista Rosana Farah ainda alerta que quanto maior for o consumo de adoçantes, maior fica o desejo por doces. "Estudos apontam o efeito do adoçante nas papilas gustativas fazendo com que fiquem mais receptivas ao sabor doce", diz ela.

7. Barrinhas de cereais
As barrinhas de cereais são ótimas opções para os lanches intermediários, mas contêm, em média, 100 calorias, portanto não devem ser ingeridas à vontade. As que possuem cobertura de chocolate costumam ser as com mais calorias (e pontos). No caso das barrinhas de cereais (dependendo da marca), a pontuação varia de 0 a 3 pontos.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Aviso

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Direitos de Imagens

As imagens ou fotos que estão no blog são fornecidas por Academia Lucinéa arte e dança.
Todos os direitos de imagem de alunos são reservados por Lucinéa Cândido.


Academia Lucinéa - Centro de Atividades Física Av. Tiradentes nº2.159 Bairro Alto Matão-SP Fone: (16) 3382-1867 E-mail: lucinea.arteedanca@hotmail.com

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP