todos os direitos de desenvolvimento do blog reservados a Entertainment Music Group. Tecnologia do Blogger.

Alcachofra ajuda na perda de peso e é rica em nutrientes

>> quarta-feira, 25 de novembro de 2015

A alcachofra é um dos alimentos mais indicados pelos nutricionistas para quem deseja perder peso por causa dos seus benefícios. Esse alimento ter um baixo valor calórico e ajuda no processo da digestão. É um alimento rico em vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, cobre, cálcio, enxofre, iodo, ferro, fósforo, zinco, potássio, sódio e manganês e fibras.


O alimento é rico em uma substância chamada cinarina, componente encontrado nas folhas verdes e sementes da alcachofra que confere sabor característico e que estimula tanto a produção de sais biliares pelo fígado como a secreção do mesmo pela vesícula, melhorando o processo digestivo, absorção de algumas vitaminas, melhora a função hepática. Além disso, age como fator protetor contra o desenvolvimento de dislipidemia (colesterol alto) e hipertrigliciridemia. 
Mas, para que alcachofra seja uma aliada da perda de peso é importante consumir da maneira correta e na quantidade certa. Além disso, ela possui uma variedade de antioxidantes, que são substâncias que agem contra a ação de radicais livres (substâncias circulantes em nosso organismo que aceleram a morte celular, levando ao envelhecimento precoce e aumentam a chance de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, câncer, entre outras), prevenindo o desenvolvimento destas doenças crônicas, degenerativas ou ligadas aos processos do envelhecimento. 
Os principais antioxidantes presentes na planta são os carotenoides luteína, zeaxantina, betacaroteno que podem até desenvolver ações preventivas ao câncer de mama ou diminuir as chances de doenças oculares como catarata e degeneração macular. A vitamina C é outro antioxidante presente e ela está diretamente ligada à formação de colágeno, manutenção e integridade das paredes capilares e formação dos glóbulos vermelhos do sangue. Ela também atua no metabolismo de alguns aminoácidos e vitaminas do complexo B e auxilia na facilitação da absorção do ferro, na formação dos dentes e ossos e favorecimento da cicatrização de queimaduras. 
A vitamina C age na primeira linha de defesa contra radicais livres, promovendo resistência a infecções através da atividade imunológica de algumas células de defesa e do processo de reação inflamatória. 
As antocianinas são encontradas nas alcachofras de cor arroxeada e são anticancerígenos. A planta ainda é rica em inulina, substâncias prebiótica que ajuda no desenvolvimento de bactérias para o intestino que favorecem o seu funcionamento. 
A alcachofra é rica em fibras alimentares. Elas auxiliam na manutenção de uma flora bacteriana intestinal saudável, melhorando o ritmo intestinal, contribuindo para o controle do colesterol e de glicose no sangue (prevenção e controle de diabetes) e diminuem o risco de certos tipos de câncer, como o de colón. Mas é muito importante salientar que a flora bacteriana intestinal está diretamente ligada ao sistema imunológico. Isto significa dizer que intestino saudável, sistema imunológico reforçado. 
As vitaminas do complexo B presentes na alcachofra agem como fatores de formação de glóbulos vermelhos e são relevantes para a produção do material genético prevenindo má formação fetal. Já a vitamina K auxilia no processo de coagulação de sangue. 
A alcachofra também oferece minerais como potássio para regular a pressão do pH sanguíneo ajudando nos processos digestivos, o manganês que possui uma função de antioxidante e colabora para os processos metabólicos e o fósforo para ajudar na regeneração de tecido e assegurar a saúde dos ossos e dentes. Todos os minerais ajudam no bom funcionamento do sistema imunológico. A alcachofra pode ser consumida com a salada ou em versão de chá.  
Além do baixo valor calórico (cerca de 50kcal por 100g), as fibras podem auxiliar no processo de emagrecimento, pois aumentam a sensação de saciedade. Porém, não basta tomar chá ou consumir alcachofra, é importante aliar um estilo saudável baseado no exercício físico e também seguir com uma alimentação saudávelpara que ocorra a perda de peso saudável. 

Read more...

Beterraba ajuda a combater o câncer e hipertensão

>> terça-feira, 22 de setembro de 2015

A raiz é rica betaniacina e nitratos, mas deve ser consumida com moderação, por ser rica em carboidratos.


A beterraba é uma raiz que possui sabor adocicado e é rica em fibras, carboidratos, fonte de ferro, cobre, magnésio, manganês, cálcio, potássio, nitratos,vitamina Avitamina C, vitamina E, vitamina K, antioxidantes importantes como carotenoides e licopeno. 
O pigmento que dá a beterraba sua cor roxo-avermelhado é a betacianina, e é um poderoso agente de combate ao câncer, principalmente contra câncer de cólon, de acordo com diversos estudos. Os glóbulos sanguíneos absorvem a betacianina e podem aumentar a capacidade de transporte de oxigênio em até 400%. Possui também um fitonutriente chamado proantocianidinas que é anticancerígeno. 
As beterrabas são excelentes fontes de vitaminas do complexo B, tais como B1, B2, B5, B6 e B9. Esta última, chamada também de ácido fólico, é importantíssima para a mulher grávida para o desenvolvimento normal da coluna vertebral da criança. 
E o suco de beterraba é muito alcalino que o torna eficaz no tratamento da acidose. Beber regularmente o suco pode ajudar a aliviar a constipação. 
Essa raiz também é rica em fitoesteróis, que são substâncias vegetais não produzidas pelo organismo humano. A fibra de beterraba vermelha promove a redução do colesterol em 30 a 40%.
Além disso, a beterraba possui nitratos, substâncias que produzem no sangue um tipo um gás conhecido como óxido nítrico, que dilata os vasos sanguíneos e as artérias e reduz a pressão arterial. Por isso, um estudo britânico da Universidade Rainha Mary, em Londres, publicado no jornal Hypertension da American Heart Association, constatou que um copo de 250 militros de suco de beterraba por dia é suficiente para diminuir em 7% a pressão arterial. Ou seja, essa raiz é aliada de quem tem hipertensão. 

E o açúcar?

O açúcar da beterraba depois de pronto é quimicamente idêntico do açúcar da cana, cada um com uma composição de 100% sucrose (sacarose). O açúcar de beterraba é utilizado principalmente no norte da Europa, e o açúcar da cana de açúcar é usado pela grande maioria do mundo. Para ter uma distinção entre eles na Europa, é adicionado cerca de 1 a 3% de melaço ao açúcar de cana branco para lhe dar uma cor acastanhada. 
Uma pessoa com diabetes deve ter uma alimentação bem balanceada e se estiver com a glicemia controlada pode usar a beterraba crua ou cozida na salada (1 pires dos de chá no máximo por refeição). 

Como consumir a beterraba

De acordo com um estudo britânico da Universidade Rainha Mary, em Londres, citado anteriormente, um copo por dia e/ou a ingestão de uma beterraba pequena diária é o suficiente para ter todos os benefícios da beterraba. O ideal é consumi-la crua ou cozida e de preferência com a casca, que conserva melhores os nutrientes.
É muito importante fazer a escolha adequada da beterraba. Prefira com tamanho pequeno e médio pois são mais macias e saborosas. Observe se a casca está lisa e sem manchas ou rachaduras e se tiver folhas, estas devem ser de cores homogêneas e brilhantes, pois seu consumo é recomendado devido ao alto teor de nutrientes. 
As beterrabas cruas tem uma substancia importante chamada betaína que, segundo estudos, diminui a substâncias inflamatórias no nosso corpo, auxiliando na redução de diversas doenças e envelhecimento. 
Mas a beterraba pode ser consumida em geral nas saladas, sucos, omeletes, cozida no feijão, entre outros. 

Beterraba é aliada de quem pratica exercícios

Ingerir suco de beterraba auxilia a aumentar a resistência física e permite que atletas, principalmente em provas de resistência como corrida e ciclismo, consigam exercitar por até 16% de tempo a mais, de acordo com um estudo realizado pela University of Exeter, do reino Unido. 
O suco de beterraba contém alto teor de nitrito, que é transformada em nitrato (nitração) e a mesma se modifica para óxido nítrico (NO2). O óxido nítrico, como já foi citado, é responsável de fazer um relaxamento da musculatura da parede dos vasos sanguíneos, resultando em uma vasodilatação e aumento do fluxo de sangue, diminuindo a pressão arterial, aumentando a absorção de nutrientes nos músculos do corpo. Isso resultará em aumento de massa magra, aumento de força (devido maior velocidade da contração da fibra muscular) e uma melhor recuperação muscular após o exercício com um incremento a mais de resistência física. 
No pré-treino prefira ingerir o suco (que leva uma beterraba pequena ou média com água) até 60 minutos antes do treino, tempo suficiente para ter o aumento da perfusão sanguínea. 
Há também o suco rosa, que é a combinação de laranja com beterraba crua, resultado de um estudo publicado no Journal of Applied Physiology pelo professor Andy Jones. Este estudo demonstra que a mistura melhora em até 10% o desempenho físico, e ainda ajuda na recuperação muscular. A grande vedete deste suco é a beterraba que é uma excelente fonte de óxido nítrico, que promove a dilatação dos vasos sanguíneos, melhorando a absorção de micronutrientes no organismo. A laranja por sua vez, além de ser rica em vitamina C, tem a função de combater os radicais livres que são gerados com os exercícios físicos.  

Read more...

Riscos à saúde do coração!

>> quarta-feira, 15 de julho de 2015

Uso excessivo de analgésicos pode trazer riscos à saúde do coração!



Órgão de saúde dos Estados Unidos faz alerta sobre o uso desses medicamentos comprados sem receita médica.
Ninguém gosta de sentir dor. É por isso que os analgésicos são uma classe de medicamentos que não falta nas caixinhas de primeiros socorros de muitas famílias. Muitos podem ser comprados sem receita médica, o que facilita o acesso a essas medicações.
No entanto, a FDA (organização dos Estados Unidos que regula alimentos e medicamentos, equivalente à Anvisa aqui no Brasil) fez um alerta essa semana ao uso indiscriminado desse tipo de medicamento. Remédios como a ibuprofeno, diclofenaco e naproxeno estão relacionados ao aumento dos casos de infarto e AVC. Eles também podem causar o aumento da pressão arterial.
De acordo com o órgão, mesmo o uso em curto prazo pode aumentar os riscos de problemas cardiovasculares. Pessoas com doenças cardiovasculares estão em maior risco. Para consumir esses remédios de forma mais segura, é importante ter orientação médica, usar sempre a dose mínima recomendada e não consumir dois desses medicamentos de uma vez.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Dicas De Saúde

>> terça-feira, 14 de julho de 2015

Os exercícios mais recomendados para quem deseja perder barriga  e ter um abdômen bonito e definido são os próprios exercícios abdominais que devem ser praticados todos os dias de 15 a 30 minutos e além disso a prática da corrida ajuda a acelerar a queima de gordura abdominal além de melhorar o condicionamento físico.

Definir o abdômen não é um bicho de sete cabeças quando são realizadas atividades regularmente tendo como objetivo a eliminação de gordura na barriga e o fortalecimento dos músculos abdominais.
Existem muitas variações de exercícios que secam a barriga  e portanto se você é uma dessas pessoas que não aguenta mais se olhar no espelho e ficar frustrado(a) ao ver uma barriga saliente e cheia de pneuzinhos, é hora de se mexer e conquistar a barriga de seus sonhos.

Read more...

Qual é o Melhor Termogênico Natural Para Emagrecer?

>> segunda-feira, 13 de julho de 2015

Termogênicos são substâncias que possuem a capacidade de aumentar a temperatura corporal, acelerando o metabolismo e promovendo a queima de gordura.
Existem no mercado diversos suplementos termogênicos que prometem emagrecer rápido, mas a boa notícia é que você pode incluir na sua alimentação um termogênico natural, que não possui os efeitos colaterais associados aos produtos industrializados.
O consumo regular de alguns alimentos termogênicos pode ajudar você a eleva seu metabolismo e queimar as gorduras indesejadas.



Metabolismo
Primeiramente, vamos explicar o que exatamente é o metabolismo, de que tanto se fala. A todo instante, milhares de reações químicas acontecem dentro do nosso corpo, permitindo que todas nossas funções vitais ocorram em sincronia. Pois a esse conjunto de reações que permitem a existência da vida, damos o nome de metabolismo.
E para que o metabolismo ocorra, é necessário que ele receba energia. Quanto mais energia um organismo gasta para manter suas funções, maior será seu metabolismo.
E de onde vem essa energia? Exatamente, da nossa alimentação. Resumindo: nos alimentamos para fornecer energia para nosso corpo realizar todas as funções de que necessita para operar adequadamente.

O que é termogênese?
A palavra termogênese significa, literalmente, criação de calor. Ela se refere à produção de calor pelo nosso organismo, para manter estável nossa temperatura corporal. Os seres vivos de “sangue quente” gastam energia para produzir ou dispersar calor, de acordo com as variações do ambiente ao seu redor ou então suprimindo suas necessidades internas.
A termogênese está associada ao metabolismo porque ela necessita de calorias (energia) para ocorrer, podendo alterar a taxa metabólica. Por exemplo: em um dia frio, o corpo precisa produzir mais calor para poder elevar sua temperatura. Os pelos ficam eriçados, a transpiração diminui e logo em seguida aparecem os tremores. Isso é um sinal de que o corpo está queimando energia para produzir calor.
O contrário também ocorre: quando você entra em um ambiente muito quente, você logo começa a transpirar. O suor é a maneira que o corpo encontra para baixar sua temperatura, e nesse processo também há consumo de energia.
Como veremos a seguir, no entanto, não é somente o calor ou o frio que induzem a produção de calor no nosso corpo.

Tipos de Termogênese
Existem três tipos de termogênese:
Termogênese relacionada ao exercício: durante a atividade física, os músculos geram calor para poderem funcionar mais eficientemente.
Termogênese não associada a exercícios: também é chamada de termogênese termo-regulatória, pois é responsável por manter a temperatura corporal estável. Ocorre quando realizamos nossas tarefas diárias, como escrever, levantar, escovar o dente, etc.
Termogênese induzida pela dieta: quando nos alimentamos, o corpo necessita de energia para realizar a digestão. Esse processo gera calor – por esse motivo, às vezes transpiramos quando fazemos uma refeição grande e pesada. Também é conhecida como termogênese alimentar.
Ou seja: além de mudanças na temperatura ambiente, a prática de atividade física e a alimentação também ajudam a produzir calor e gastar energia.

Termogênese Alimentar
Acabamos de ver que uma das funções que demandam energia do organismo é exatamente a digestão. Quando nosso estômago recebe um alimento, é necessário que ele seja degradado em “pedaços” menores, para que possa ser absorvido e utilizado adequadamente pelo nosso corpo. Esse processo de digestão consome bastante energia, e de acordo com o tipo de alimento consumido, esse gasto energético poderá ser maior ou menor.
A esse consumo de energia pelo organismo para realizar a digestão e a consequente produção de calor dá-se o nome de termogênese alimentar. Calcula-se que aproximadamente 10% do nosso gasto metabólico diário seja devido à digestão de alimentos.

O que é um termogênico natural?
Os alimentos não necessitam todos da mesma quantidade de energia (calorias) para serem digeridos. Alimentos que não requerem muito esforço para serem metabolizados, como por exemplo uma fatia de pão branco, não estimulam o gasto de muita energia pelo organismo. Já alimentos mais complexos, como as proteínas ou os cereais integrais, por exemplo, demandam uma grande quantidade de energia para poderem ser quebradas em aminoácidos e digeridas.
Quando um alimento possui a capacidade de elevar o gasto energético do nosso corpo durante a sua metabolização, ou quando aumenta a produção de calor pelo organismo, dizemos que ele é um termogênico natural.

Para que serve o termogênico natural?
Muitas vezes nós acabamos fornecendo mais energia para o corpo do que ele na verdade necessitaria para suas atividades. Quando isso ocorre, essa energia excedente acaba sendo estocada, e na forma que menos desejamos: gordura.
Indesejada, a gordura funciona como um estoque de energia para os momentos em que nosso corpo não recebe combustível suficiente, como nos períodos em que ficamos por muito tempo sem nos alimentarmos.
Então, além de ficarmos horas sem comer, o que é absolutamente prejudicial à saúde e deve ser evitado, o que podemos fazer para ajudar a queimar essa gordura acumulada? Ou mesmo impedir o acúmulo de mais gordura?
As principais opções são: praticar atividade física e consumir alimentos que promovam a utilização da gordura como fonte de energia extra para digestão ou produção de calor. E quais são esses alimentos? Os termogênicos naturais.
Um alimento termogênico natural pode auxiliar na perda de peso porque aumenta a produção de calor pelo organismo, aumentando assim o metabolismo.

Alimentos Termogênicos
Podemos dizer que você pode elevar a termogênese através da dieta de duas maneiras: consumindo alimentos que necessitem de muita energia para sua digestão, ou então utilizando alimentos que aumentem a produção de calor no organismo.
Na primeira opção, temos as proteínas, que são os nutrientes mais termogênicos que consumimos em nossa dieta. Para poder digerir e absorver 100 calorias fornecidas pelas proteínas, nosso corpo precisa gastar outras 30 calorias.
Para efeito de comparação, quando consumimos 100 calorias de gordura (uma colher de óleo, por exemplo), nosso corpo precisa de somente 2 ou 3 calorias para sua digestão.
Já na segunda opção, temos os alimentos que “esquentam” nosso corpo, como a pimenta, o gengibre e o chá verde.

Chá Verde
Existem duas substâncias que tornam o chá verde um termogênico natural: a cafeína e as catequinas, uma classe de polifenois. Uma acentua o efeito da outra, contribuindo para tornar o chá verde um ótimo termogênico natural. Os polifenóis também são ótimos antioxidantes, contribuindo para o rejuvenescimento e a prevenção de doenças.
Para obter os benefícios do chá verde, no entanto, é necessário tomar de 3 a 4 xícaras por dia, uma quantidade que pode vir a afetar o sono devido à cafeína.

Gengibre
Pesquisadores afirmam que o gengibre pode aumentar em até 10% o gasto energético do organismo quando consumido com regularidade. O gengibre possui em sua composição gingerol e shogaol, duas substâncias responsáveis pelo seu sabor ardido e pela sua capacidade termogênica.
Utilizado há milênios pelos povos asiáticos, essa raiz é ótima para aquecer o corpo em um dia frio, na forma de chá ou acrescentada à sopa.
Para um maior efeito termogênico do gengibre, experimente acrescentá-lo ralado aos seus sucos, ou corte pequenos cubinhos e acrescente à salada. A quantidade indicada para obter os benefícios do gengibre é de 2 a 3 fatias todos os dias.

Pimenta
A pimenta vermelha possui uma substância chamada capsaicina, que é responsável pelo seu sabor picante. A capsaicina tem o poder de elevar significativamente a termogênese. Um estudo feito no Japão demonstrou que homens e mulheres que haviam consumido capsaicina durante a refeição tiveram um aumento no metabolismo logo em seguida.
Dê preferência para a pimenta fresca, pois os molhos prontos podem possuir outros ingredientes para amenizar o seu ardor e diminuir o poder da pimenta de ser um termogênico natural.

Melhor termogênico natural
O melhor termogênico natural que podemos encontrar facilmente é a pimenta vermelha, que possui a capacidade de aumentar em até 20% a queima de gordura pelo organismo. Para que seu efeito seja visível, no entanto, é necessário um consumo diário, o que pode ser um pouco difícil para algumas pessoas devido ao sabor picante da pimenta.
Já o chá verde não tem o inconveniente do sabor ardido, mas possui por sua vez cafeína, que pode atrapalhar o sono. E também é necessário um consumo diário para que seus efeitos sejam sentidos pelo organismo.
O gengibre é saboroso, mas também picante se consumido em grande quantidade. Existem conservas de gengibre, mas elas devem ser consumidas com moderação porque possuem sal e muitas vezes açúcar em excesso.
Portanto, o ideal é que você consuma um pouco de cada termogênico natural todos os dias, garantindo todos os seus benefícios e sem queimar a boca!
E vale lembrar também que todo termogênico natural ajuda a queimar gorduras, mas não fará você emagrecer se não for combinado com uma dieta equilibrada e com um déficit de calorias.

Read more...

Como seu corpo responde após os exercícios na academia

>> quarta-feira, 8 de julho de 2015

Sentir fome, cansaço e dor após os treinos é esperado, mas em algumas situações pode ser preocupante.

Sentir dores após os treinos na academia é normal, principalmente, quando estamos iniciando um programa de exercícios, quando mudamos nosso treino, intensificamos as cargas e mudamos os exercícios. 
As dores musculares após os treinos na academia ocorrem devido ao micro rompimento de fibras musculares. Quando treinamos rompemos (micro rompimentos) o tecido muscular. O resultado disso é a ocorrência de microlesões musculares nos primeiros dias dos treinos musculares, pequenas rupturas do músculo causadas pelo excesso de esforço. Com alguns dias, o músculo começa a se reconstruir, por isso o repouso após os treinos é muito importante. 
O cansaço após uma sessão de exercícios na academia também é normal, mas em casos de fadiga intensa é sinal que os treinos foram muito fortes. O controle do programa de exercícios é essencial para que o praticante não ultrapasse seus limites. Esse controle é realizado através de avaliações e um estudo do condicionamento físico atual do indivíduo, onde a atuação do Profissional de Educação Física é muito importante para que ele possa elaborar uma periodização de treinos controlando treinos mais fortes e treinos mais leves para evitar as fadigas excessivas. O ideal é sentirmos maior disposição no dia seguindo ou mesmo nos dias em que realizamos os exercícios. Há um aumento considerável no ânimo e disposição das pessoas que fazem exercícios regulares. 
Sentir mais fome após intensificarmos o treinamento ou iniciar um programa de exercícios é comum. Estamos gastando mais calorias no nosso dia a dia, mas isso não é sinal que devemos comer mais, devemos sim equilibrar a balança. Procure ajustar as intensidades dos treinos com o seu treinador, e ficar atento a uma alimentação saudável. Procure alimentos mais nutritivos e evite os carboidratos simples e alimentos com muita gordura, pois serão muito prejudiciais para a sua evolução. 
A dor que você nota nos dias posteriores ao treino é diferente da dor (queimação e ardor) que você sente durante o treino e também é diferente de uma dor de lesão muscular. É essencial a conscientização das diferenças dessas dores, como a dor dos treinos, dor boa, que ocorre um dia ou dois depois do treino, e a dor de lesões, dores ruins, de lesões nas articulações e músculos. A dor boa, por mais forte que ela seja, ela não impede você de fazer outras atividades físicas, apesar da dor você consegue executar qualquer movimento com perfeição, diferente das dores de lesões, que causam muita dor ao movimentar as áreas afetadas e aparecem algumas horas depois do treino. 
Observe sempre as reações do seu corpo, o que ocorre após os exercícios, se aumenta ou diminui sua fome, se você está mais cansado ou com mais disposição, se sente mais sede, são resposta que o seu organismo dá aos estímulos provocados pelos exercícios, e são muito importantes para traçarmos os programas de treinos. Mantendo a regularidade dos seus treinos e respeitando o seu organismo os primeiros resultados apareceram em menos de um mês e resultados consideráveis em três meses de treinos.  

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Criolipólise

>> segunda-feira, 22 de junho de 2015

Criolipólise e ultrassom são algumas das técnicas eficazes no combate aos pneuzinhos.



O acúmulo de gordura em algumas áreas específicas do corpo é tão comum que a busca por tratamentos que amenizem o problema é cada vez maior. "Tudo o que comemos além do necessário vai sendo estocado como gordura localizada", conta o dermatologista Cláudio Mutti, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. As áreas mais comuns de depósito de gordura nas mulheres são abdômen, flancos - os famosos "pneuzinhos" - e culotes.

Há ótimas opções para amenizar essa gordura, mas vale lembrar que não tratam sobrepeso e obesidade. "Nada substitui uma vida regrada com boa alimentação e atividade física", afirma o médico. Associe esses bons hábitos aos melhores tratamentos estéticos e colha resultados mais rápidos.

Criolipólise

Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, essa técnica usa baixas temperaturas para acabar com a gordura localizada. O aparelho é colocado na superfície da pele e a camada gordurosa é congelada até temperaturas negativas. Cláudio Mutti explica que, em contato com a baixa temperatura, as células de gordura - chamadas de adipócitos - se rompem totalmente. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expele naturalmente.

Em até três meses após a sessão, entre 20 e 25% da área submetida ao tratamento estético será eliminada. Esse tratamento está contraindicado a gestantes, a quem tem alergia ao frio, caso exista tumores no local em que será aplicada a técnica ou se se houver flacidez.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Apetite do adolescente é maior devido ao crescimento e mudanças físicas

>> sábado, 23 de maio de 2015

Orientação quando aos horários e a qualidade do alimento são fundamentais no período.



Quem tem filhos mais velhos em casa provavelmente já percebeu: adolescentes tendem a comer muito. O apetite natural do ser humano está diretamente relacionado com a necessidade energética gasta em determinada atividade ou momento da vida. Os períodos com grande velocidade de crescimento e de transformações do corpo requerem muita energia, sendo os principais os 2 primeiros anos de vida e a adolescência.

A adolescência é uma fase de grandes mudanças físicas, tanto no quesito desenvolvimento puberal, com o corpo infantil tomando formas adultas, quanto no quesito estatura, que nas meninas gira em torno de 9 cm ao ano e nos meninos 11 cm ao ano nos dois anos de crescimento acelerado, conhecidos como estirão. Para dar conta de tanto gasto energético, o organismo instintivamente aumenta a sensação de fome, acarretando uma grande mudança no apetite dos jovens, tanto em quantidade quanto em qualidade e frequência, sendo estas mudanças ainda mais marcantes no sexo masculino.

Se por um lado a quantidade aumenta, não podemos dizer o mesmo da qualidade. Aumentar a quantidade de comida seguindo a necessidade do corpo é excelente, mas é preciso ficar atento, pois nem sempre a qualidade das opções dos jovens é a melhor. Adolescentes tendem a fazer escolhas alimentares calóricas, dando preferência aos carboidratos e às gorduras, que lhes dá satisfação rápida.

O aumento da independência que ocorre neste momento de vida, associada aos longos períodos fora de casa - seja na escola, no trabalho ou com amigos - faz com que diversas refeições sejam feitas sem a supervisão dos pais. Estudos demonstram que os erros alimentares mais comuns na adolescência são o excesso de energia proveniente de gorduras e açucares e a baixa ingestão de nutrientes como o ferro, importante elemento para a manutenção da capacidade física e das funções cognitivas, e o cálcio, fundamental para a formação óssea e prevenção de osteoporose, além das vitaminas.

O hábito de pular refeições também se instala no período, principalmente o café da manhã, por conta do sono matinal intenso que surge neste período ou com o intuito de emagrecimento. Este hábito não é saudável e está provado que pessoas que pulam refeições tendem a ser mais obesas do que aquelas que comem regularmente, pois a fome faz com que "belisquem" mais, geralmente alimentos de baixa qualidade nutricional.

O hábito de comer sem horários definidos, às vezes passar tardes inteiras diante do computador comendo alimentos gordurosos e tomando bebidas açucaradas, outras vezes passar longos períodos sem comer nada, também é um erro frequente nesta faixa etária. A orientação correta é realizar 5 a 6 refeições diárias (a cada 3 horas), com 3 refeições principais e lanches entre elas. Surge a vontade do controle do peso e da forma física, com o início de dietas muitas vezes sem orientação, baseadas em princípios errados e maléficos ao organismo em crescimento.

Fazer pelo menos uma refeição ao dia com os pais é um recurso importante na prevenção dos possíveis riscos aos quais os adolescentes possam estar expostos, sejam eles alimentares ou comportamentais. E não é só de supervisão que estou falando, é de diálogo. São nestes momentos em família que experiências são trocadas, orientações são dadas e princípios básicos de educação, saúde e segurança são ensinados.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Vacina cubana que previne câncer de pulmão será testada nos Estados Unidos

>> domingo, 17 de maio de 2015


Com o estreitamento do relacionamento entre Estados Unidos e Cuba, uma nova relação médica está surgindo também. De acordo com a revista Wired, depois da visita do governador de Nova York ao país houve uma aproximação entre o Roswell Park Cancer Institute e o Centro de Imunologia Molecular de Havana, para falar principalmente sobre o desenvolvimento de uma vacina a possível prevenção do câncer de pulmão. A iniciativa é importante, visto que esse tipo de tumor é um dos tipos de maior mortalidade no mundo, correspondendo a 30% das causas de morte por câncer. Ele é a principal causa de morte por câncer entre homens e segunda causa entre as mulheres. Isso ocorre, principalmente, porque o câncer de pulmão.
A ideia do acordo é que a vacina seja desenvolvida em conjunto com Cuba e que os testes clínicos sejam feitos nos Estados Unidos, para aprovação da Federal Drug Administration, órgão que regulariza a venda de medicamentos e alimentos nos EUA e é considerado como referência no mundo todo. A expectativa é que eles consigam aprovação para os teste em cerca de seis ou oito meses, relatou Candence Johnson, CEO do Roswell Park Center Institute à revista Wired americana.
O acordo foi feito porque desde 2011 há em Cuba a Cimavax-EGF, uma vacina que hoje é usada principalmente para o tratamento do câncer de pulmão de células não pequenas. A tecnologia levou 25 anos de pesquisa no país, local em que esse tipo de tumor é a quarta causa de mortes. A vacina é composta de uma proteína que impede principalmente o crescimento e metástase desse câncer, ao criar anticorpos que ajudam o corpo a conter a doença. Isso acaba tornando a doença tratável, mesmo que ela continue sendo crônica. Esse tipo de tratamento é importante, já que o câncer de pulmão normalmente é diagnosticado tardiamente.

Como existem outros medicamentos com essa finalidade nos Estados Unidos, os planos do Roswell Park Center Institute são testar a vacina como uma forma de prevenir esse tipo de doença, além de testar seu princípio para outros tipos de tumor, como câncer de próstata, câncer de mama e câncer de cólon.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Melancia é aliada dos músculos e ajuda na hidratação


Fruta também é benéfica para o cérebro e ajuda a regular os hormônios

A Melancia apresenta uma boa fonte de vitaminas A, B6, C, potássio e fitoquimicos importantes como o licopeno e a citrulina.A cor avermelhada da polpa da melancia tem grande concentração de um poderoso antioxidante chamado licopeno, que neutraliza os radicais livres (substâncias nocivas ao corpo e os grandes responsáveis pelo envelhecimento da pele e aparecimento de diversos tipos de câncer). Além disso, a melancia também contém quantidades moderadas de potássio, um mineral essencial para o bom funcionamento de todas as células do corpo, órgãos e tecidos. Outro fitoquímico importante presente na melancia é chamado citrulina que é convertida em arginina, um aminoácido importante na entrega de nutrientes para o músculo. A quantidade de vitamina B6 (piridoxina) presente na melancia é significativa e contribui no mecanismo de geração de energia do corpo e regulação do sistema nervoso. Uma deficiência desta vitamina pode causar dificuldades para dormir e para aprender.O gosto adocicado da melancia vem da frutose, açúcar natural fonte de carboidrato que funciona no organismo como um estoque de energia, ajudando no ótimo funcionamento do cérebro, nervos, medula óssea e nos glóbulos vermelhos. Também é importante na hidratação corporal, já que é composta por aproximadamente 93% de água.Além dos benefícios da melancia, as sementes da fruta também não devem ser desprezadas, pois apresentam propriedades nutricionais que fazem bem para a saúde. Elas são ricas em zinco, mineral que ajuda a aumentar a imunidade do organismo e em ácidos graxos, que contribuem para o bom funcionamento do metabolismo regulando os hormônios.Comer melancia é uma ótima forma de conseguir estas vitaminas de uma forma natural.Não existe informação sobre a quantidade diária recomendada de melancia. No entanto, sabemos que é importante fazer um rodízio, variando o consumo de frutas diariamente.

Como consumir a melancia


A melancia pode ser consumida de várias maneiras, seja ao natural, em forma de suco, espetinho de frutas, acrescentada na salada de frutas ou pode fazer parte de uma salada com folhas verdes e um molho de hortelã e nozes, por exemplo. Além disso, sua semente pode ser torrada e consumida como aperitivo.

Mito da melancia

Não existem alimentos exclusivamente indigestos para todas as pessoas. Cada indivíduo é mais sensível a esse ou aquele ingrediente. No entanto, a melancia tem fama injusta de indigesta. A impressão de que a fruta causa má digestão vem dos movimentos intestinais que ela causa em função de suas fibras insolúveis. Na verdade, a digestão da melancia é fácil, já que ela é composta basicamente por água.

Artigo elaborado com a colaboração da nutricionista Paula Crook, da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida

Read more...

Academia Lucinéa Arte e Dança

>> sexta-feira, 15 de maio de 2015


Estamos trabalhando a cada dia para nos tornar o maior blog de saúde e bem-estar do estado de São Paulo. Cuide da sua saúde sempre e melhore com nossas dicas!
Veja matérias novas e mais antigas no Links - Todas as matérias publicadas no blog.

Read more...

Dia do Farmacêutico

>> terça-feira, 20 de janeiro de 2015


Hoje, 20 de janeiro, é comemorado o Dia do Farmacêutico, data escolhida em função da fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), em 20 de janeiro de 1916. Na época, era a maior instituição representativa da categoria, no País.
Esses profissionais são especialistas no uso de fármacos e medicamentos – e seus efeitos e/ou consequências no organismo humano ou animal. De uma maneira geral, podem trabalhar em farmácias, hospitais, indústrias, laboratórios de análises clínicas, cosméticos, agricultura, prevenção de pragas, distribuição, transporte e desenvolvimento de medicamentos, entre outras funções e lugares.
Para ser farmacêutico é necessário gostar de estudar e entender disciplinas como química, farmacologia e fisiologia, além de matemática e até estatística. Também é importante saber fornecer orientações quanto ao uso de medicações, o que pode e o que não pode, por exemplo, ser ingerido com leite, sucos ácidos e água – já que tudo é uma combinação química.
Atuação do farmacêutico
Como citado anteriormente, o ramo de atuação dos farmacêuticos é amplo e abrange a área da saúde pública e privada, podendo envolver desde um grande laboratório que produz medicamentos e até mesmo hospitais, local em que esse profissional auxilia a equipe médica no que diz respeito a utilização de determinados medicamentos.

No Brasil, há mais de 70 ramos de atuação para os profissionais de farmácia, como: administração de laboratório clínico, administração hospitalar, auditoria farmacêutica, biofarmácia, farmácias em geral (dermatológica, hospitalar, homeopática, clínica, etc), hematologia clínica, microbiologia, toxicologias (clínica, ambiental, ceterinária, forence, etc), vigilância sanitária e mais.

Pesquisa tirada do Site LIG Diagnósticos Especializados

Read more...

Os benefícios do brócolis para a saúde!


A quantidade de nutrientes que o brócolis fornece é um bom incentivo para incluir esse vegetal na dieta! Ele é uma excelente fonte de ácido fólico, antioxidantes, fibras, cálcio e vitaminas A e C.
Vários estudos científicos já apontaram seus benefícios à saúde, como proteger o coração, melhorar o funcionamento do intestino e reforçar a imunidade.
Logo abaixo listamos algumas vantagens que o consumo deste alimento pode proporcionar:
Imunidade: esse vegetal é rico em ácido fólico, substância importante para garantir uma gravidez saudável, melhorar a imunidade do organismo, beneficiar o sistema nervoso e permitir o bom desenvolvimento das células sanguíneas, ou seja, evitar a anemia.
Combate ao câncer: rico em antioxidantes que combatem os radicais livres das células, o brócolis pode ser um aliado no combate ao câncer. O sulforafano, presente no vegetal, é alvo de diversos estudos por ter grande eficácia na prevenção e no tratamento de tumores. Alguns resultados apontam que essa substância consegue destruir apenas as células cancerígenas, deixando intactas as demais células saudáveis do órgão afetado pela doença.
Sem gastrite: o brócolis também é aliado do bom funcionamento do estômago e do intestino. De acordo com um estudo publicado na revista Cancer Prevention Research, o sulforafano do vegetal reduz o nível de infecção pela bactéria Helicobacter pylori, que infecta a mucosa do estômago e pode provocar úlcera, gastrite e até mesmo câncer de estômago.
Cérebro saudável: o ácido fólico do brócolis pode ser um ótimo protetor para o cérebro. Especialistas do US National Institute on Aging analisaram 579 pessoas com mais de 60 anos de idade. Eles observaram que os adultos habituados a consumir, pelo menos, 400 microgramas de ácido fólico por dia tinham um risco 55% menor de desenvolverem Alzheimer.
Prevenção e combate da artrite: a artrite é uma inflamação em uma ou mais articulações, causada pela quebra da cartilagem que as protegem. Pesquisadores da Inglaterra incentivam o consumo de brócolis para ajudar a prevenir e tratar esse problema, uma vez que o sulforafano pode diminuir essa destruição da cartilagem. Eles ainda pretendem realizar outros estudos para confirmar se essa substância pode penetrar nas articulações e reverter o desenvolvimento da doença.

Como consumir: para preservar ao máximo os nutrientes do brócolis, prefira prepará-lo cozido ou no vapor. Temperar com alho ou azeite fornece um sabor especial ao vegetal. Você também pode utilizá-lo no preparo de sopas, suflês ou arroz.

Pesquisa tirada do Site Minha Vida / LIG Diagnósticos Especializados 

Read more...

Narguilé Pode Causar Câncer!



No imaginário popular, quem fuma narguilé, recipiente no qual a fumaça passa por um filtro de água antes de ser aspirada, não sofre com os efeitos nocivos do tabaco.
Mas, segundo informações da Organização Mundial da Saúde, utilizar o cachimbo por 20 a 80 minutos, tempo que duram em média as sessões, corresponde à exposição a todos os componentes tóxicos presentes na fumaça de 100 cigarros.

Atrelado a isso, além de causar dependência, estudos associam o uso de narguilé ao desenvolvimento de cânceres de pulmão, boca e bexiga, entre outras doenças.

Pesquisa tirada do Site LIG Diagnósticos Especializados

Read more...

Aviso

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Direitos de Imagens

As imagens ou fotos que estão no blog são fornecidas por Academia Lucinéa arte e dança.
Todos os direitos de imagem de alunos são reservados por Lucinéa Cândido.


Academia Lucinéa - Centro de Atividades Física Av. Tiradentes nº2.159 Bairro Alto Matão-SP Fone: (16) 3382-1867 E-mail: lucinea.arteedanca@hotmail.com

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP